Duas pessoas segurando um tablet demonstrando um visual aid e um logo escrito Magdala ao meio

O Visual Aid (ou literatura), é uma ferramenta essencial para informar e convencer os profissionais de saúde dos benefícios do seu produto. Dado o tempo limitado e a intensa rotina dos médicos, é fundamental que o Visual Aid seja eficiente, visualmente atraente e de fácil assimilação, ajudando seu propagandista a formar um vínculo consistente e memorável com esse profissional.

Qual a real importância do Visual Aid?

Quem trabalha na indústria farmacêutica conhece a importância da visita do propagandista médico aos profissionais da saúde. E uma vez que, para apresentar os novos produtos é necessário impactar de forma positiva, o Visual Aid é fundamental.

No entanto, uma apresentação poluída e confusa pode causar repulsa e desentendimento na hora da visitação médica. Por isso, é importante que seu Visual Aid contemple funcionalidades que facilitem a comunicação, tornando-a mais profissional e direta.

Afinal, o Visual Aid é a representação visual dos benefícios do seu produto. Sendo assim, ele é parte integrante da sua marca e dos valores que ela sustenta. E nenhum produto se beneficia em transmitir confusão e monotonia, não é mesmo? Nem mesmo os produtos com os argumentos mais técnicos e científicos.

Um ipad, com notebook e na tela o logo Magdala em formato de visual aid

Por isso é importantíssimo buscar o encantamento através de um discurso direto e dinâmico que agregue confiabilidade às alegações científicas do seu produto.

Ou seja, o Visual Aid não é apenas um apanhado de claims ou approachs, ele é a representação visual do racional e do emocional por trás da sua marca frente o seu ponto de contato mais importante, aqueles que decidem sua prescrição ou recomendação: os profissionais da saúde.

Elaborando uma Estratégia Eficiente de Visual Aid

Primeiramente, pensando no melhor planejamento estratégico para um Visual Aid, é importante, antes de tudo, considerarmos a rotina médica como guia estratégico a ser seguido, pois, como comentado acima, eles dispõem de pouco tempo, geralmente estão cansados e, por isso, dispersos no momento da visita.

Ademais, o VA deve ser montado de maneira que todos os diferenciais e benefícios do produto, apareçam de forma estratégica para captar a atenção do profissional da saúde e fixar a marca em sua mente.

Mas cuidado!

Se forem muitas alegações juntas, isso pode acabar atrapalhando a sua comunicação. É importante lembrarmos que estamos vivendo em um mundo onde o conteúdo consumido vem cada vez em pílulas mais curtas. Sendo assim, é preciso adaptar-se a essa nova realidade.

Por isso, selecione os argumentos mais relevantes, sejam eles emocionais ou científicos e preste bastante atenção à forma como esses argumentos estão posicionados nas telas.

Uma boa hierarquização da informação é imprescindível para prender a atenção e priorizar os argumentos mais importantes.

Outro detalhe essencial para tornar o seu VA mais atrativo, é o movimento. Busque utilizá-lo de forma constante, mas moderada. Deste modo, o movimento será um auxiliador, atraindo o olhar e a atenção do médico em direção ao argumento mais importante, sem saturar e atrasar o discurso dos seus propagandistas.

Pense que o profissional da saúde pode estar num dia difícil. Para isso, é importante que seu VA seja confortável, mas, ao mesmo tempo, estimulante. Com áreas para o descanso para os olhos, e pontos com cores vibrantes.

Quanto ao discurso em si, elaboramos algumas dicas de ações práticas que podem ajudar na hora de planejar o Visual Aid:

01 – Seu principal diferencial deve vir primeiro

O começo da apresentação é o mais importante!

Nada é mais memorável que uma boa surpresa, não é verdade? Sendo assim, podemos nos valer do impacto inicial para conseguirmos fixar o principal argumento do seu produto na mente do especialista e maximizar suas chances de:

  1.   Ter a atenção do médico durante toda a apresentação.
  2. Ter seu argumento recordado na hora da prescrição.

Mas lembre-se: a surpresa precisa encantar. Seja visualmente, pela inteligência do argumento apresentado ou por algum fator emocional presente em sua mensagem.

Imagine a seguinte situação:

Você está elaborando um plano estratégico para um VA de um medicamento sobre pré-diabetes e o diferencial do produto é facilitar a posologia.

Assim, é necessário aproveitar bem o espaço das duas primeiras telas — que é o pico de atenção do profissional da saúde, e expor o seu diferencial logo de cara. Fazendo isso, deixa-se claro a proposta do seu produto e aumentam-se as chances desse argumento ser recordado futuramente.

02 – Fale a língua médica no seu visual aid


É importante que todos os profissionais envolvidos com o Visual Aid, desde a concepção, à apresentação, tenham experiência com a comunicação healthcare. Não basta a estrutura criativa e técnica dos textos estarem alinhadas à estratégia do marketing, é preciso conhecimento para a utilização de termos e conceitos corretos, para que a mensagem fique o mais dentro possível do universo de entendimento do profissional da saúde.

Cada público seleciona as informações de acordo com seus interesses. E estar a par dos jargões médicos específicos de cada especialidade, facilita a relação não apenas entre a marca e o profissional da saúde, mas também entre o propagandista e o médico, aumentando a boa vontade e melhorando o relacionamento desse profissional com um ponto de contato importante do seu produto.

Dois homens conversando com um tablet na mão demonstrando um visual aid.

Ao construir uma linha de argumentação fluída, conseguimos transmitir nossas ideias de forma eficiente e aproveitar da melhor maneira possível o pouco tempo disponível para a nossa argumentação.

Além disso, é benéfico incluir recursos visuais no VA, como gráficos, infográficos e diagramas, para facilitar a memorização dos diferenciais da marca e demonstrá-los de maneira assertiva.

03 – Arquitetura da informação

Um VA bem estruturado deve transmitir as informações com clareza e objetividade, retendo a atenção do profissional do início ao fim. Mas nada adianta reter a atenção e entregar informações confusas.

Por isso, é imprescindível estar atento à arquitetura da informação do seu Visual Aid. Mas o que isso quer dizer? Hierarquia

  1. Mapeie o conteúdo que será apresentado;
  2. Separe seus argumentos por ordem de importância;
  3. Estipule uma rota de leitura entre seus principais pontos;
  4. Apresente-os de forma fluida e com o destaque necessário;
  5. Diferencie informações principais de informações secundárias;
  6. Abra mão do que não for imprescindível.

Dessa forma conseguimos obter clareza, fluidez e efetividade na comunicação de um Visual Aid.

Isso não quer dizer infantilizar sua mensagem. Cuidado, simplificar demais pode tirar a credibilidade dos seus argumentos. Uma mensagem objetiva, não precisa ser necessariamente simplória.

Resumindo

Um visual Aid é mais que uma apresentação de argumentos. É um ponto de contato entre a marca do seu produto e um de seus públicos mais importantes: o prescritor.

Sendo assim, é preciso ter em mente todo o cenário da visitação médica: a interrupção da rotina de trabalho do profissional de saúde e seu estado mental e físico no momento desta abordagem. Por isso é preciso haver estratégia.

Selecionar as informações mais importantes, causar impacto com o principal argumento do seu produto, oferecer momentos de respiro em contraste com momentos estimulantes a fim de prender a atenção do profissional da saúde com leveza e objetividade.

Falar sua língua e entregar argumentos inteligentes que facilitarão o exercício diário da sua profissão. Sem infantilizar e sem sobrecarregar esse profissional.

Assim, é possível transmitir informações e estabelecer relacionamentos duradouros com profissionais da saúde.

Se você está em busca de um Visual Aid eficiente, a Agência Magdala possui experiência e conhecimento para planejar, criar e desenvolver o visual aid do seu produto para que ele realmente funcione. Vamos agendar uma reunião e discutir um pouco mais sobre o assunto?

Gostou das nossas dicas para a criação de um visual aind assertivo? Que tal ler também: Identidade visual para lançamentos healthcare.